What’s Up Health e Silver Health: a comunicação pode ser uma ferramenta para melhorar a qualidade de vida das pessoas idosas?

  • Temáticas
    Publicações e Relatórios

A idade da população mundial está aumentando vertiginosamente; nas próximas décadas, a população com mais de 60 anos aumentará significativamente, chegando a 2,1 bilhões de pessoas em 2050 e 3,2 bilhões em 2100.

A equipe global de Healthcare da LLYC lança a publicação ‘Silver Health’. Esse novo número da plataforma ‘What’s Up Health’ aborda a necessidade de evidenciar as oportunidades e os desafios do envelhecimento no século XXI.

Que ferramentas temos para a integração das pessoas idosas em nossa sociedade? Quais oportunidades de valor a chamada “geração prateada” oferece? A comunicação pode ser uma ferramenta para melhorar a qualidade de vida das pessoas idosas na nossa sociedade?

É fundamental que as empresas, a sociedade e o setor público compreendam a necessidade de melhorar e promover o bem-estar das pessoas idosas. Além disso, é preciso defender a importância da participação ativa dessa população na sociedade, o papel que têm na economia e na vida familiar, priorizando projetos de inclusão, participação e assistência médica adaptada às suas necessidades, e reconhecendo o bem valioso que elas representam em nossas comunidades.

Nessa edição, Ana Lluch, coordenadora de Healthcare da LLYC Américas, nos convida a refletir sobre a importância de promover um diálogo sobre o envelhecimento e os direitos das pessoas idosas. Em uma sociedade em que a população idosa segue crescendo, é fundamental abordar os desafios e oportunidades que isso envolve, desde a assistência médica até a inclusão social.

Giuliana Gregori, diretora de Healthcare e Advocacy da LLYC Brasil, e Caio Wagner, consultor sênior de Healthcare e Advocacy do mesmo escritório, analisam uma pesquisa realizada com mais de 150 mulheres, revelando que ainda há pouco conhecimento sobre a saúde da mulher entre 35 e 65 anos e a necessidade de aumentar a conscientização e o apoio em etapas tão importantes da vida feminina como são a menopausa e o climatério.

Por fim, Iñaki Ortega, diretor da LLYC Madri, propõe uma reflexão sobre como uma economia centrada na longevidade pode transformar não só a vida das pessoas idosas, mas também o cenário econômico, atraindo investimentos e criando novas oportunidades de emprego em setores como saúde, turismo e construção.

Confira todos os artigos completos na nova publicação da nossa plataforma What’s Up Health!